domingo, 26 de março de 2017

VEJA COMO FOI A PRIMEIRA CORRIDA DA TEMPORADA 2017 DA FÓRMULA 1

Ferrari acerta tática, e Vettel vence GP da Austrália; Massa é o sexto...

Julianne Cerasoli Do UOL, em Melbourne (Austrália)

  • Reuters
    Hamilton perdeu tempo atrás de carros com pneus desgastados; Vettel aproveitou
    Hamilton perdeu tempo atrás de carros com pneus desgastados; Vettel aproveitou
Uma jogada acertada da Ferrari na estratégia deu a Sebastian Vettel a vitória no GP de abertura da temporada da Fórmula 1 na Austrália. O time italiano retardou a parada do alemão depois que o pole position Lewis Hamilton trocou seus pneus, viu o inglês ficar preso atrás de Max Verstappen, que ainda não havia parado, e se aproveitou para vencer pela primeira vez em mais de um ano.
Mas a conquista ferrarista não foi só uma questão de tática: o time comprovou o ritmo forte demonstrado nos testes de pré-temporada e demonstrou que pode andar de igual para igual com a Mercedes, algo que não vinha acontecendo nas últimas temporadas. A Hamilton, coube a segunda colocação, tendo seu companheiro Valtteri Bottas em terceiro. Felipe Massa terminou na sexta colocação.
"Foi uma corrida incrível. A equipe trabalhou muito e não dormiu nesta semana", celebrou Vettel.

Hamilton x Vettel

REUTERS/Jason Reed
Lewis Hamilton largou bem no GP da Austrália, mas perdeu a liderança depois da primeira parada nos boxes
Lewis Hamilton largou na pole e manteve a primeira colocação logo após o sinal verde. Então líder da prova, Hamilton entrou nos boxes na 17ª volta. Ele voltou à pista atrás de Verstappen, Raikkonen e Vettel (que ainda não haviam parado). 
Com Hamilton indo cedo aos boxes (devido à desgaste dos pneus), a Ferrari decidiu aplicar a estratégia certeira: Vettel usou o pneu até o limite e parou sete voltas depois. 
Reuters

Preso no tráfego e atrás de rivais com pneus desgastados, Hamilton se queixou do tempo perdido e reclamou na volta 23: "Não consigo ultrapassar o Verstappen!"
Vettel fez o pit stop na volta 24, retornando na frente de Hamilton.
"Nós tivemos problemas com os pneus", lamentou Hamilton
Vettel assumiu a primeira posição e foi aumentando a vantagem sobre os demais. Ele abriu 9 segundos para Hamilton restando 20 voltas, administrando a vantagem até a bandeirada. 


Hamilton alcança marca

Na 11ª volta do GP de Melbourne, Hamilton se tornou o segundo piloto da história da F-1 a liderar por mais de 3 mil voltas. Antes dele, quem havia conseguido a proeza foi Michael Schumacher.

Massa ganha posição no início e mantém até o fim

AP Photo/Andy Brownbill
O brasileiro ganhou uma posição logo após a largada, pulando para 6º. Mas este era o máximo que o ritmo da Williams permitia e Massa não ameaçou as Ferraris e Mercedes e chegou a mais de 50s do quinto colocado Max Verstappen, da Red Bull.
"Estou feliz com o resultado, foi uma boa prova para mim, ultrapassando o Grosjean já na largada, o que era o mais importante para eu manter meu ritmo", disse ao UOL Esporte. "Eu sabia que os carros na minha frente eram mais rápidos do que eu. Depois, eu fiz a corrida sozinho do começo até o final. O tempo não passava. Fiquei feliz com o ritmo e com o resultado, mas sem dúvida foi uma corrida um pouco chata."

Galvão corneta novato da Williams

Novato da Williams, o canadense Lance Stroll deixou a prova após errar o traçado. A falha incomodou o narrador da Rede Globo, Galvão Bueno, que criticou o fato de o piloto ter pago para guiar uma escuderia de peso.
"Eu sou absolutamente contra com quem põe um caminhão de dinheiro na equipe e ter um carro da importância e do nome da Williams. Um carro da vida de Frank Wiliams, carro de títulos espetaculares, inclusive com Nelson Piquet", começou Galvão.
"Me incomoda chegar um garoto de 18 anos e despejar caminhão de dinheiro", acrescentou o narrador.

A manobra: Sergio Perez x Carlos Sainz

F1/oficial
Carros de Sainz e Perez se tocaram durante GP da Austrália
A expectativa de poucas ultrapassagens se confirmou, mas Sergio Perez não quis saber e foi para cima de Carlos Sainz na curva 5. E por fora.
Nada mal para quem ouviu por todo o final de semana que ninguém gostaria de ser ultrapassado por um carro cor-de-rosa.
O mexicano arriscou tanto que chegou a tocar a asa dianteira do carro de Sainz, mas fez a melhor manobra da prova.

Classificação final

1. Sebastian Vettel (ALE) Ferrari - Ferrari - 57 voltas 
2. Lewis Hamilton (GBR) Mercedes - Mercedes - a 9s975 
3. Valtteri Bottas (FIN) Mercedes - Mercedes - a 11s250 
4. Kimi Raikkonen (FIN) Ferrari - Ferrari - a 22s393 
5. Max Verstappen (HOL) Red Bull - a 28s827 
 

6. Felipe Massa (BRA) Williams - Mercedes - a 1min 17s644 
7. Sergio Perez (MEX) Force India-Mercedes - +1 volta
8. Carlos Sainz (ESP) Toro Rosso-Renault  -+1 volta 
9. Daniil Kvyat (RUS) Toro Rosso-Renault  -+1 volta
10. Esteban Ocon (FRA) Force India-Mercedes - +1 volta

11. Nico Hulkenberg (ALE) Renault - Renault - +1 volta 
12. Antonio Giovinazzi (ITA) Sauber - Ferrari- +2 voltas
13. Stoffel Vandoorne (BEL) McLaren-Honda- +2 voltas

Não completaram 

14. Fernando Alonso (ESP) McLaren-Honda - 53 voltas completadas
15. Kevin Magnussen (DIN) Haas-Ferrari - 49 voltas completadas 
16. Lance Stroll (CAN) Williams - Mercedes - 43 voltas completadas
17. Daniel Ricciardo (AUS) Red Bull - TAG - 28 voltas completadas 
18. Marcus Ericsson (SUE) Sauber - Ferrari - 23 voltas completadas 
19. Jolyon Palmer (GBR) Renault - Renault - 18 voltas completadas 
20. Romain Grosjean (FRA) Haas-Ferrari - 15 voltas completadas


POSTAGEM EM DESTAQUE

Governo 'bate de frente' com a Cemar para evitar aumento na conta de energia

Simplício Araújo  Secretário de Indústria, Comércio e Energia O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comérci...