quarta-feira, 15 de março de 2017

O presidente do SINPACEL,em Coelho Neto - MA, Mariano Crateús usou suas redes sociais para denunciar novamente o descaso do Grupo João Santos, com seus trabalhadores.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, céu e atividades ao ar livre

Nesta quarta - feira  15 de março de 2017, completam, um ano que os trabalhadores das empresas ITAPAGÉ e AGRIMEX S/A. pertencente o Grupo Pernambucano João Santos, com sede em Coelho Neto - MA, estão em greve por atraso de pagamento de salários, férias, décimo terceiro salário, cancelamento do plano de saúde, apropriação indébita dentre outros absurdos cometidos.

Neste período a greve foi suspensa por quatro meses devido a um acordo entre as empresas e o sindicato local e homologado na justiça do trabalho, porém para a surpresa de todos a empresa  não cumpriu o acordo

O processo está em tramite na justiça do trabalho aguardando decisão judicial , os trabalhadores permanecem acampados na entrada das empresas aguardando decisão da justiça para pagar os trabalhadores, desde janeiro que as empresas não se manifesta com nenhuma informação ou proposta para solucionar o problema, os trabalhadores estão passando necessidade extrema sem ter o que comer e sustentar suas família, um verdadeiro absurdo por parte do Grupo João Santos.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e atividades ao ar livre

Em conversa com um trabalhador do Grupo João Santos que não quis se identificar mais vamos chama - lo aqui de Guerreiro o mesmo disse: " Nunca pensei que o Grupo João Santos no qual passei uma vida toda trabalhando dando o meu suor, meu sangue um dia faria isso comigo e com todos os outros companheiros que estão na mesma situação minha, é muito difícil essa situação sempre fui trabalhador nunca passei por essa situação me sinto humilhado, dei minha vida pela empresa na qual tinha orgulho de trabalhar e hoje passa por uma situação dessas é horrível não desejo isso nem para o meu pior inimigo, queria com essas palavras sensibilizar os responsáveis pelo grupo olhem com bons olhos para nós pobres funcionários e ex funcionários que demos lucros a vocês por anos, paguem o que nos devem é direito nosso se trabalhamos temos direito de receber."  Finalizou.


POSTAGEM EM DESTAQUE

Governo 'bate de frente' com a Cemar para evitar aumento na conta de energia

Simplício Araújo  Secretário de Indústria, Comércio e Energia O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comérci...