segunda-feira, 12 de junho de 2017

Governo Flávio Dino economizou R$ 500 mi com redução de terceirizadas na saúde

flávio_dino

O governador Flávio Dino (PCdoB) se manifestou nas redes sociais sobre a reportagem do Fantástico exibida na noite de domingo (11) sobre os desvios de recursos na Secretaria de Saúde na gestão Roseana Sarney/Ricardo Murad. Segundo Dino, “em 2 anos e meio de governo ninguém jamais acusou qualquer dirigente da Secretaria de Saúde de ser desonesto. Prova de idoneidade deles”

Segundo o governador, a transição entre o modelo do governo passado e um novo modelo tem ocorrido com várias medidas, uma delas a implantação de uma empresa pública e que o governo, sempre que é informado de irregularidades age imediatamente. “Não somos coniventes nem acobertamos erros alheios”, observou.

Flávio Dino usou sua página no Twitter para esclarecer que não foi sua gestão que implantou o modelo de terceirização na Saúde, mas que está fazendo as mudanças possíveis passo a passo. O governador enfatizou, porém, que eliminar de uma vez só a terceirização para entidades privadas iria parar o sistema de saúde e gerar 10 mil desempregados.
O governador disse ainda que já cortou pela metade as despesas com entidades privadas terceirizadas e implantou a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH). “Na gestão da saúde, estamos revertendo a terceirização feita no passado para entidades privadas. Passo a passo, para evitar desorganização”.
Criada em 2012, a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) sempre foi escanteada pelo governo Roseana Sarney. Na gestão Ricardo Murad na Saúde o que prevaleceu foi a terceirização para ONGs que hoje se mostram uma fonte de corrupção – como ficou claro no Fantástico deste domingo.

Desde 2015, no entanto, o Governo do Maranhão vem reduzindo o gasto com ONGs terceirizadas e apostando mais na gestão própria. Prova disso é que, em 2016, metade dos recursos com manutenção de unidades de saúde vieram de investimentos da Emserh.

Apenas metade adviu de recursos repassados para ONGs. Isso representa uma economia de meio bilhão de reais em relação ao que era gasto em 2014, último ano da gestão Murad.


Fonte: Blog do Jorge Vieira

POSTAGEM EM DESTAQUE

LICENÇAS DA POLÍCIA CIVIL PARA FESTAS VÃO DEPENDEM DE LIBERAÇÃO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE

As licenças da Delegacia de Polícia Civil para festas na cidade de Coelho Neto - MA dependem agora da liberação por parte da Secretari...