MARANHÃO EM OBRAS

MARANHÃO EM OBRAS

quarta-feira, 24 de maio de 2017

MANIFESTO CONTRA A UEMALESTE


 UEMA FORTE É UEMA UNIDA! CHEGA DE DIVISÃO!


Professores, servidores e alunos dos Centros de Estudos Superiores de Caxias, Codó, Coelho Neto, Coroatá e Timon, vimos por meio deste, firmar nosso posicionamento CONTRÁRIO à proposição de nova divisão da UEMA, sob o nome de “regionalização”, sugerindo a criação de uma Universidade do Leste do Maranhão. 

Este “movimento”, instigado por agentes externos à universidade, cujos interesses são meramente politiqueiros, não se baseia em estudo ou planejamento, alegando ser sucesso em outros estados como BA, CE e PR. Total desconhecimento! Vide a recente Carta de Londrina, assinada por todos os reitores das estaduais do Paraná, que denunciam o abandono intencional da educação superior, agravada pelo enfraquecimento causado pelas divisões. 

O discurso de “independência” e “autonomia”, neste contexto, é falacioso! A UEMA, e seu apêndice, a UEMASUL, não possuem autonomia financeira, dependem totalmente dos recursos do tesouro estadual, fortemente reduzidos nos anos 2014, 2015 e 2016.

Por que não repassam os 5% à Universidade? Isso nunca ocorreu. Isso seria autonomia. Os cortes de recursos da UEMA em 8 anos passam de 1 bilhão de reais!!!!! Não haverá “Nova Universidade”, o que há é a tentativa rasteira e oportunista de desmembrar, dividir a UEMA, como ocorreu na UEMASUL, que nem credenciada e reconhecida como universidade é. 

Não queremos loteamento político dos cargos acadêmicos, não queremos que cursos voltem a ser criados em palanque, sem as condições materiais e financeiras necessárias. Diante da atual situação de crise fiscal e econômica do Brasil e, por conseguinte, do Estado do Maranhão, não podemos fechar os olhos para as dificuldades que enfrentaremos já no presente e também no futuro.

Vemos como uma IRRESPONSABILIDADE dividir, porque nenhum benefício traz, apenas cargos para quem quer poder e projeção. Ademais, hoje a UEMA possui 12 Centros que não têm prédio próprio, professores efetivos, nem servidores do quadro efetivo e nem tem perspectivas de realização de concursos públicos para o quadro de técnicos, algo que compete ao Governo do Estado autorizar e que a UEMA reivindica há 23 anos. Por que não tem? Alegam falta de recursos! São cortes e mais cortes, culpam a crise. 

Então vai ter recurso para 2, 3, 4 universidades? Enganação! Não vamos admitir. A solução para nossos problemas não está na divisão, na canibalização intencional da UEMA, para atender a interesses escusos, sem pensar nas consequências, haja vista os exemplos de Universidades Brasil afora que se encontram em crise e prestes a fechar suas portas. O enfraquecimento de uma Universidade como a UEMA naõ é por acaso, ela atende aos interesses de elites financeiras e de poder. 

Portanto, partindo do princípio do cumprimento da sua função social e acadêmica, nós registramos e manifestamos a defesa da manutenção da sua estrutura atual, com o objetivo de não inviabilizar seu projeto de desenvolvimento. Caxias quer mais Obras, Salas, Equipamentos, Concursos Públicos, Plano de Cargos e Carreira? Os demais campi também querem. Mas difícil será atingir os objetivos se a UEMA for fragmentada, pois o que se divide, se enfraquece! Ao contrário, deve-se pensar e planejar uma IES unida e forte, com um projeto de investimentos de longo prazo (e não promessas vazias), que permita a continuidade da execução de sua missão de formar de mulheres e homens com dignidade e inclusão social. Com o sentimento de pertencimento a esta Universidade, orgulho dos maranhenses, e compromisso com a sua missão e sua história, temos a certeza de que a comunidade acadêmica abraçará essa bandeira.

UEMA FORTE É UEMA UNIDA! CHEGA DE DIVISÃO!

Texto enviado via Whatsapp

POSTAGEM EM DESTAQUE

NÃO PERCAM!!! DIA 22/07, GARAGEM NACIONAL EM COELHO NETO - MA

Dia 22 no Clube Nassau pela manhã e tarde toda com feijoada grátis e banda ao vivo, muito rock and roll e a noite às 22:00, na praça da igre...