segunda-feira, 3 de abril de 2017

Pescadores encontram ‘navio fantasma’ no Maranhão e ninguém consegue explicar o mistério

Navios fantasmas fazem parte da cultura popular por conta de sua tradição e inúmeras histórias de conteúdo, que podem chegar a ser assustadores. Por exemplo, no Japão, uma frota de 11 navios fantasmas foram encontrados, contendo 20 marinheiros mortos. como noticiou o site Fatos Desconhecidos . essa história.
Quando falamos sobre o Brasil, não é nada comum nos depararmos com uma história sobre navios fantasmas e coisas do gênero, não somos nem um pouco acostumados a escutar esse tipo de lenda urbana (ou litorânea), mas isso não quer dizer que nunca acontece.
Prova disso foi a descoberta de um desses navios na praia do Cedral, litoral do Maranhão. A praia teve seu banco de areia ocupado por uma embarcação de, mais ou menos, 20 metros de comprimento, sem registros de identificação, tendo aparecido de maneira misteriosa.
Esse mistério gerou preocupações, fazendo com que a Capitania dos Portos do Maranhão abrisse um inquérito e acionasse a Polícia Federal e Polícia Militar. Não apenas, também acionaram a ABIN (Agência Brasileira de Inteligência), com o objetivo de descobrir a verdadeira história desse navio.
O barco foi encontrado por pescadores e tinha objetos revirados, vidros, janelas e portas quebradas, equipamentos destruídos e nenhum sinal de tripulantes à bordo.  Motores e mantimentos foram roubados por curiosos que por ele passavam.
Enter as poucas coisas encontradas  estavam os documentos de duas pessoas chinesas, que foram levados pela polícia para averiguação, além disso, a embarcação contava com embalagens de produtos de várias partes do mundo, como Serra Leoa, Senegal, Malásia e anotações em folhas de caderno datadas de 2015.
De acordo com capitão dos Portos do Maranhão, André Trindade, em entrevista ao portal uol, é o mesmo que encontrar um carro na estrada com chassis raspado e sem placa. Nossa equipe constatou a existência de um barco pesqueiro com alguns pertences, mas em estado muito avançado de deterioração. Pegamos a inscrição e verificamos, mas não há registro nos sistemas de controle da Marinha.
Por esses motivos, o dono do navio não pode ser localizado. Trindade ainda disse que esse fora um caso inédito, nenhuma embarcação abandonada já encontrada possuía pertences dentro. Ele acredita que existem duas possibilidades: ou a tripulação foi retirada ou saiu por que quis. Se foi porque quis, pode ser fazendo algo ilegal, aí tem um problema e abandona para evitar punição. A outra possibilidade é a ação de outras pessoas, aí é investigação policial quem vai dizer.
As autoridades acreditam que o nome da embarcação – Baraka – e o prefixo escrito na parte de fora da cabine, podem ajudar nas investigações. Em entrevista ao portal G1, Trindade conta: nós entramos no sistema de registro de embarcação da Marinha e não há nenhuma embarcação com esse nome registrado.
Ou seja, não há como saber o nome do proprietário no momento. Há em um outro sistema que tem o registro das embarcações a nível mundial uma embarcação com o mesmo nome, mas é com bandeira do Panamá e é um navio de pesca bem maior, e pelas fotos que a gente viu no sistema não tem as características dessa embarcação.
A população local acredita que o Baraka seja um navio de contrabando ou que teria sido atacado por piratas. Existem moradores que arriscaram que a embarcação seria de origem fantasma de fato, mal assombrado e pilotado por espíritos marítimos. O mistério ainda permanece sem solução
FONTE(S) UOLG1
IMAGENS hypeness