domingo, 16 de abril de 2017

Vacinação contra a gripe começa nesta segunda-feira (17)

Resultado de imagem para Vacinação contra a gripe

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), mobilizou e capacitou profissionais de saúde para 19ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, que será no período de 17 de abril a 19 de maio. O Maranhão receberá 1.864.000 doses da vacina.

Ao todo, 150 coordenadores de imunização de todo o estado participaram do Seminário de Sensibilização da Campanha de Vacinação Contra a Influenza, realizado dias 30 e 31 de março. De acordo com Helena Almeida, chefe do Departamento do Controle das Doenças Imunopreviníveis da SES, com a capacitação, os municípios estão aptos para iniciar a campanha, mobilizar a população e bater as metas estabelecidas para cada um deles.

“Nós tivemos dois dias de treinamento, em que os coordenadores de imunização receberam todas as orientações sobre a estratégia da campanha para este ano. Essa semana ainda, eles começam a receber as primeiras doses da vacina e, no próximo dia 17, iniciamos a campanha”, explicou.

No Maranhão, as vacinas serão distribuídas entre as 19 Unidades Regionais de Saúde, em sete etapas, sendo mantido 6 de maio como o dia “D” de mobilização de vacinação contra influenza.

“As vacinas estarão disponíveis nos postos de saúde e unidades básicas de saúde dos municípios. Nesse primeiro momento, daremos ênfase à vacinação dos grupos prioritários, que são os doentes crônicos, as gestantes, crianças de seis meses a menores de cinco anos, mulheres com até 45 dias após o parto, idosos, trabalhadores da saúde, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e os povos indígenas”, explica Helena Almeida.

Este ano, o público alvo da vacinação contra influenza compreende 60 milhões de pessoas em todo o país. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 90% dos grupos elegíveis para a vacinação.

A Influenza é responsável por um grande número de internações hospitalares no país. Com a vacinação, o Ministério da Saúde espera reduzir o número de pessoas infectadas com as doenças, diminuindo também seus desfechos mais graves que podem levar até a morte. Os dados demonstram, ainda, que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da Influenza.


Grupos prioritários da vacinação contra Influenza:

Crianças de 6 meses a menores de 5 anos (Crianças que vão tomar a vacina pela primeira vez devem tomar uma dose de reforço 30 dias após receberem a primeira dose);

Gestantes (A vacinação das grávidas poderá ser feita em  qualquer idade gestacional);

Puérperas;

Trabalhador de saúde da rede pública ou privada;

Povos indígenas;

Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

População privada de liberdade;

Funcionários do sistema prisional;


Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais


Fonte: ascon