domingo, 2 de julho de 2017

Polícia prende casal com entorpecentes avaliados em 200 mil reais

Casal foi transferidos para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas

A Polícia Civil do Maranhão apresentou, no auditório da SSP, 05 kg de cocaína e 40 kg de maconha prensada. A droga foi apreendida em São Luís, no bairro do Tirirical, com Marcos Paulo Carvalho Gonçalves, 31 anos, e Audilene Duarte Silva, 28 anos, envolvidos com o tráfico de entorpecentes na capital.

A cúpula da segurança pública apresentou os entorpecentes à imprensa no auditório Leofredo Ramos da SSP. Os entorpecentes estão avaliados em torno de 200 mil reais. As prisões partiram de denúncias anônimas enviadas pelo aplicativo da SENARC, WhatsApp (9 9163 4899). Diante das informações, foi realizado buscas no sentido de localizar os suspeitos. Audilene Duarte Silva, que é natural do Pará, fora encontrada quando tentava entrar em um táxi; ao ser abordada, foi achada a droga dentro de uma caixa.

O Taxista depois de ser investigado, foi descoberto que ele era um ex-presidiário, identificado por Marcos Paulo Carvalho Gonçalves. Ele já tinha sido preso por envolvimento com o tráfico de entorpecentes no ano de 2009 e tinha cumprido a pena de forma parcial. Durante a apreensão de Marcos Paulo, ele estava conduzindo um veículo táxi, Fiat Uno, de cor branca, que pertencia ao pai do acusado.

Durante a coletiva de imprensa na SSP, o Secretário de Segurança Jefferson Portela ratificou o excelente trabalho que a Polícia Civil vem realizando no combate ao tráfico de entorpecentes. O secretário Jefferson Portela disse ainda, que “É mais uma importante prisão, no combate ao tráfico de entorpecentes, onerando o tráfico a um prejuízo de cerca de 200 mil reais. O criminoso já tinha sido preso há alguns anos atrás e agora novamente é flagrado cometendo o mesmo crime. Os resultados mostram nos acertos pela criação da SENARC. Em 2015 houve uma apreensão de 1.3 toneladas de entorpecentes; em 2016, 1.8 toneladas de drogas, e em 2017 já se somam 3.2 toneladas de entorpecentes. Quero agradecer ao trabalho dos policiais da SENARC pelo importante trabalho”, ponderou o secretário.

05 kg de cocaína e 40 tabletes de maconha prensada

Presente também o Delegado Geral de Polícia Civil, Lawrence Melo, relatando “Quero parabenizar os policiais da SENARC, pois o serviço valoroso vem dando um prejuízo enorme para o tráfico de entorpecentes na região. Os dois criminosos foram presos na entrada da capital quando tentavam entrar com os 05 kg de cocaína e os tabletes de maconha prensada. Em ações pela SENARC, conseguimos evitar este crime contra a sociedade. Contamos com o cão farejador, o Vinny, e ainda estamos com outro cão farejador em treinamento; fora a aquisição de mais 02 cães farejadores, os quais farão o diferencial no combate ao crime de tráfico de drogas. É pelo tráfico de entorpecentes que os criminosos conseguem recursos para a compra de armas de fogo. É pelo tráfico de drogas que os bandidos fomentam os roubos e os homicídios. Desejo que todos os policiais da SENARC continuem no combate às ações criminosas”, sintetizou o Delegado Geral.

Esteve presente ainda, o Superintendente da SENARC, Carlos Alessandro, lembrou que “O aplicativo do WhatsApp (9 9163 4899), tem colaborado muito para a efetivação das apreensões de drogas e armas. A SENARC vêm também realizando um serviço inibidor  contra as drogas, mas também repreensivo. Estamos visitando as escolas e ministrando palestras educativas, como alerta contra o tráfico de entorpecentes, trabalhando assim, o lado preventivo contra o uso de entorpecentes”, finalizou o superintendente da SENARC.

Os acusados após serem presos, foram encaminhados à SENARC e autuados pela prática de crime de tráfico ilícito de drogas e associação para o trafico. Logo depois encaminhados ao Fórum para apresentação ao Juiz e depois de  confirmada a prática delituosa, transferidos para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Cúpula da segurança pública apresentou os entorpecentes à imprensa


Fonte: Ascom